Cinco Hábitos que Podem Comprometer seu Orçamento

Administrar o dinheiro não é das coisas mais fáceis de se fazer, a falta de controle sobre o que se gasta pode realmente te levar a prejuízos financeiros, a acumular dívidas enormes e passar por grande apertos.
Mas isso pode ser evitado. Conheça agora cinco erros comuns que comprometem o orçamento doméstico e que podem atrapalhar sua vida financeira.

cinco-habitos2

1) Tratar gastos fixos como se fossem inalteráveis
Luz, água, telefone, internet e supermercado são gastos fixos mas não inalteráveis.
Em situação de contenção de gastos, por exemplo, pode-se considerar a redução da conta do supermercado cortando alguns itens supérfluos ou reduzir seu consumo de energia elétrica não deixando luzes acessas a toa. Dessa forma você diminui os custos fixos com estratégias simples.

2) Desconsiderar os gastos do dia a dia
Existem pequenos gastos que fazemos no dia a dia e que não consideramos para controle de orçamento como por exemplo um cafezinho, uma gorjeta, um lanche.
Esses gastos fazem muita diferença ao final do mês pois seus custos serão somados durante 30 dias.
Verifique quais são essas despesas e estipule um valor máximo para elas. Procure, então, obedecer a esse limite.

3) Parcelar qualquer compra
Hoje é muito fácil comprar, pois as empresas oferecem a possibilidade de parcelamento. Essa facilidade te dá a impressão de que o seu poder aquisitivo aumentou, mas não se engane! Comprar tudo a prazo pode ser o caminho mais curto para se endividar. Faça planos, economize e compre à vista. Além de não ficar com parcelas à pagar você pode negociar descontos.

4) Recorrer a empréstimos
Existem muitas instituições financeiras oferecendo empréstimos de diferentes tipos. Os juros desses empréstimos podem realmente ser muito altos e comprometer seriamente o orçamento familiar. Talvez seja mais seguro pedir empréstimo a um parente ou amigo ou até vender algum bem supérfluo.

5) Não ter um orçamento
De longe o maior erro no que diz respeito às finanças pessoais. Sem o controle do que gasta, a tendência é se atolar em dívidas.
Você precisa de um planejamento financeiro para organizar seus gastos e pensar no futuro.
Com o orçamento equilibrado, você se sente no controle do seu bolso e consegue dar destino melhor ao dinheiro que tem trabalhado tanto para conseguir.