Pet em apartamento: o que levar em conta antes de comprar um apartamento e levar seu bichinho de estimação

Se você ama ter bichinhos de estimação e pretende se mudar em breve para um apartamento, saiba que precisa pensar bastante na hora da escolha do novo imóvel. É preciso levar algumas coisas em conta para que você e seu animalzinho fiquem em um espaço confortável e harmonioso para ambos!

Antes de tomar qualquer decisão, é preciso se organizar e estar atento para o tamanho do apartamento e se o espaço é bom para o seu pet se divertir, fazer suas necessidades, dormir e, claro, estar seguro. Há muitas coisas para considerar e, por conta disso, selecionamos algumas dicas para te auxiliar nesse momento de bastante cautela.

1 – Se atente ao piso do apartamento

Na hora de escolher o apartamento, é importante se atentar ao tipo de piso, que pode variar na produção de ruído conforme eles caminharem ou correrem entre os cômodos. Por exemplo, evite pisos de madeira e dê prioridade aos feitos de cerâmica, pois além de diminuírem o ruído, também são mais fáceis na hora da limpeza, caso o seu animal demore para se adaptar ao local de fazer suas necessidades.

Outro ponto é a respeito de pisos muito lisos. Se eles forem escorregadios demais, podem acabar gerando um esforço muito grande nas articulações do seu animal, podendo até causar dor nas suas articulações toda vez que ele precisar se sentar ou levantar.

2 – Planeje um espaço para as necessidades do pet

Se você tem um pet há bastante tempo, sabe que ter um animalzinho em casa, principalmente cães, não é só o colocar lá que ele encontrará o seu espaço para dormir. O pet precisa de um espaço para chamar de seu e é necessário que você já programe isso antes de levá-lo para lá!

Assim, crie um canto para ele, com a sua caminha, jogue vários brinquedos em volta para que ele se sinta confortável. Caso o apartamento possua uma varanda, uma boa dica é deixar sua casinha lá, para que ele se sinta mais à vontade ainda.

O mesmo é necessário para o seu espaço de higiene, isto é, o seu banheiro. Deixe potes de comida e água por perto para que ele compreenda onde é o local da se divertir e onde é para ele aliviar suas necessidades. No começo pode não ser uma tarefa fácil, mas com muita paciência, ele aprenderá.

3 – Cuidados com a sua proteção

Outro ponto que pede planejamento antes da chegada do seu pet, é a verificação dos pontos que podem oferecer algum tipo de perigo para eles. Coloque redes de proteção nas janelas e, dependendo da idade do seu animal, evite apartamentos que possuam muitas escadas, ou insira portões para evitar riscos deles caírem nelas.

4 – Regras contratuais

Segundo a legislação, se você está comprando um apartamento, não existe lei de condomínio que lhe proíba de ter um animal no seu lar. Isso faz parte do seu direito de propriedade e, mesmo que exista uma suposta regra de condomínio, de maneira alguma elas podem realmente te proibir, visto que isso está na Constituição Federal como um direito seu. Mas, um lugar que queira proibir animais, não deve ser uma boa opção de ambiente saudável para o seu bichinho, certo?

Porém, se você está pensando apenas em alugar um apartamento, aí sim você precisa ficar atento(a) ao que está especificado no contrato. Isso porque o direito de propriedade é da pessoa e o locatário detém somente a posse através de um contrato de locação.

5 – Espaço Pet

Segundo alguns dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, liberados em 2018, estima-se que os lares brasileiros possuam cerca de 52 milhões de cães e 22 milhões de felinos! Logicamente, esse número só vem crescendo, ao ponto de construtoras imobiliárias perceberem a necessidade de investir em um Espaço Pet em condomínios.

O Espaço Pet nada mais é do uma área exclusiva para cães e gatos soltarem todas as energias acumuladas na vida de apartamento e interagirem entre si. Alguns espaços pets contam com áreas exclusivas para higiene, onde os donos possuem a opção de darem banhos e caminhadas com os pets, garantindo a segurança dos moradores, que não precisarão deixar a estrutura do condomínio. Como é o caso do Residencial Royal Garden, o prédio da Frizon que já vem com Espaço Pet, sendo o único na cidade de Mongaguá com esse tipo de oferta (pelo menos, por enquanto).

Mudanças podem ser estressantes para os animais, principalmente os mais novos ou os de mais idade. Mas, com bastante insistência e planejamento, ele sentirá que o seu novo apartamento também é dele.